...Rodiz =D
 
A mesma história…
Antes de dormir ele faz o mesmo ritual, quando suas palpebras ainda se aguentam estaladas ele se pergunta toda a noite:- O que ela faz antes de dormir?pensava ele- Será que ainda pensa em mim?sonhava ele- será que ligo pra ela, mando msg?perguntava ele- sinto falta dela.Lamentava ele- Sinto saudade delaDeclarava ele- Essa dor não vai passar?Gritava eleEle então abre a porta e decidi tomar um copo d’agua. Percebe que sua sede era apenas uma desculpa barata, como um motivo tolo de enganarsse, apenas para não dizer mais uma vez:- É, acho que não vou conseguir durmir essa noite…

A mesma história…

Antes de dormir ele faz o mesmo ritual, quando suas palpebras ainda se aguentam estaladas ele se pergunta toda a noite:

- O que ela faz antes de dormir?
pensava ele

- Será que ainda pensa em mim?
sonhava ele

- será que ligo pra ela, mando msg?
perguntava ele

- sinto falta dela.
Lamentava ele

- Sinto saudade dela
Declarava ele

- Essa dor não vai passar?
Gritava ele

Ele então abre a porta e decidi tomar um copo d’agua. Percebe que sua sede era apenas uma desculpa barata, como um motivo tolo de enganarsse, apenas para não dizer mais uma vez:

- É, acho que não vou conseguir durmir essa noite…

O que sobra de uma Festa?…Cigarrinhos divertidos, mas a vida vai sem graça.Parece” day after”, mas não é.Objetivos muitos, mas pouca fé.Sonhos se tornando fumaça.Eu queria ter você aqui.Você não comprou passagens de volta.Desconheço a tua estrada.E nada mais me faz feliz.Quantos olhares mais verei partir?Quantas vezes mais eu fugirei de mim?E já nem sinto nada,Já nem sei o que é sentir.Este vazio não me conforta a alma,Mas a solidão fez casa em mim,Levou meus sábados de alegria,Matou meus amores e meus jardins.Me tornei saudades, e mais nada,Abandonei minhas histórias…Nunca mais ter colo ou casa.Já nem mais glórias passadas.Ficou frio, teu perfume foi emboraComo lixo em enxurrada.Nada mais me agrada.Eu queria ver você agora.Aqui a paixão não faz morada,Sou apenas corpo e camas surradas.Eu aceito o meu destino…

O que sobra de uma Festa?…

Cigarrinhos divertidos, mas a vida vai sem graça.
Parece” day after”, mas não é.
Objetivos muitos, mas pouca fé.
Sonhos se tornando fumaça.

Eu queria ter você aqui.
Você não comprou passagens de volta.
Desconheço a tua estrada.
E nada mais me faz feliz.

Quantos olhares mais verei partir?
Quantas vezes mais eu fugirei de mim?
E já nem sinto nada,
Já nem sei o que é sentir.

Este vazio não me conforta a alma,
Mas a solidão fez casa em mim,
Levou meus sábados de alegria,
Matou meus amores e meus jardins.

Me tornei saudades, e mais nada,
Abandonei minhas histórias…
Nunca mais ter colo ou casa.
Já nem mais glórias passadas.

Ficou frio, teu perfume foi embora
Como lixo em enxurrada.
Nada mais me agrada.
Eu queria ver você agora.

Aqui a paixão não faz morada,
Sou apenas corpo e camas surradas.

Eu aceito o meu destino…


E falta apenas um dia…
Você, eu, o nós parece não exixtir maisEnquanto eu fujo e me viro no meio da minha correria,Você tenta se achar no meio de suas aventurasHoje me senti perto, amanhã talvez tão longe.Longe o bastante para conseguir te esquecer?Perto o bastante para conseguir puxar sua mão?Mande noticias nem que seja um simples: “Estou bem, com outra pessoa”Sentir sua falta, já faz parte da minha vidanão é nada além do normalConvém sentir saudades?E nada disso vai além da verdade.Mesmo que muitas das vezes, tudo não passe de um difícil exercício de compreensão,a gente se completa e se concentrou,tentou evitar faíscas. Mesmo sabendo a resposta me pergunto:Pra quê tudo isso?Coleciono olhares em minha memóriaPorque você apenas me diz “não tenha esperança”No meu mundo, Não se descarta o que não se tem. Pode até disfarçar o choro e engolir as tristezas.Mas não pode fingir o que não se quere vc, sabe o que quero agora?Tem dias que eu gostaria de poder tocar as estrelas e congelar as gotas da chuva,Quem sabe eu ainda consiga fazer tudo isso sem parecer loucura.Afinal, deve ter uns 2 meses que você ignora notícias. Na verdade, eu já até me conformei a olhar as fotos recordar, moldurar as frases antigasDizer para as nuvens que o vento não parou e que tudo continua exatamente como antes.Sem perder a calmaria, sem sentir os teus lábios,Procurando um corrimão pra me firmar, te segurar.O pior de tudo é que você não vem, não vê.Dizendo que não, talvez pensando em sim,Entre você e eu…queria apenas recomeçare falta apenas um dia…

E falta apenas um dia…

Você, eu, o nós parece não exixtir mais
Enquanto eu fujo e me viro no meio da minha correria,
Você tenta se achar no meio de suas aventuras
Hoje me senti perto, amanhã talvez tão longe.

Longe o bastante para conseguir te esquecer?
Perto o bastante para conseguir puxar sua mão?
Mande noticias nem que seja um simples: 
“Estou bem, com outra pessoa”

Sentir sua falta, já faz parte da minha vida
não é nada além do normal
Convém sentir saudades?
E nada disso vai além da verdade.

Mesmo que muitas das vezes, 
tudo não passe de um difícil exercício de compreensão,
a gente se completa e se concentrou,
tentou evitar faíscas. 

Mesmo sabendo a resposta me pergunto:
Pra quê tudo isso?
Coleciono olhares em minha memória
Porque você apenas me diz “não tenha esperança”

No meu mundo, Não se descarta o que não se tem. 
Pode até disfarçar o choro 
e engolir as tristezas.
Mas não pode fingir o que não se quer


e vc, sabe o que quero agora?

Tem dias que eu gostaria de poder 
tocar as estrelas e congelar as gotas da chuva,
Quem sabe eu ainda consiga fazer tudo isso
sem parecer loucura.

Afinal, deve ter uns 2 meses que você ignora notícias. 
Na verdade, eu já até me conformei a olhar as fotos 
recordar, moldurar as frases antigas

Dizer para as nuvens
que o vento não parou
e que tudo continua
exatamente como antes.

Sem perder a calmaria, 
sem sentir os teus lábios,
Procurando um corrimão pra me firmar, te segurar.
O pior de tudo é que você não vem, não vê.

Dizendo que não, 
talvez pensando em sim,
Entre você e eu…
queria apenas recomeçar

e falta apenas um dia…

 
Apenas saberíamos…
Poderíamos casar, teríamos um apartamentotomaríamos até café as cinco da tarde, discordaríamos quanto a cor das cortinas, e não arrumaríamos a cama diariamente A geladeira seria infinitamente repleta de congelados e coca-cola, o armário de porcarias e doces,e na mesa o famoso pão de forma.Adiaríamos o despertador umas trinta vezes ou mais, sentaríamos na sala de pijama e pantufas.Sairíamos pra jantar em dia de chuva e chegaríamos encharcados, nos beijaríamos no meio de alguma frase, você pegaria no sono com a mão no meu cabelo e eu, escutando sua respiração. Eu riria sem motivo e você perguntaria porque, e eu não responderia, simplismente saberíamos…

 

Apenas saberíamos…

Poderíamos casar, teríamos um apartamento
tomaríamos até café as cinco da tarde, 
discordaríamos quanto a cor das cortinas, 
e não arrumaríamos a cama diariamente 

A geladeira seria infinitamente repleta 
de congelados e coca-cola, 
o armário de porcarias e doces,
e na mesa o famoso pão de forma.

Adiaríamos o despertador 
umas trinta vezes ou mais, 
sentaríamos na sala 
de pijama e pantufas.

Sairíamos pra jantar em dia de chuva 
e chegaríamos encharcados, 
nos beijaríamos no meio de alguma frase, 

você pegaria no sono 
com a mão no meu cabelo e eu, 
escutando sua respiração. 

Eu riria sem motivo 
e você perguntaria porque, 
e eu não responderia, 

simplismente saberíamos…